Carta ao leitor

Pois bem. Disseram que os textos são longos, disseram que a barra lateral é confusa, e disseram novamente e mais algumas vezes que os textos são longos. E o que nós temos a dizer sobre isso? Larguem de ser vagabundos! A prerrogativa básica de um jornalista é leitura. Não só faz bem, como ainda por cima aduba os neurônios. Quanto a barra, ela não é confusa… preferimos acreditar que ela é completa…

Esclarecimentos esclarecidos, nem tudo são espinhos nesse comunicado. Essa semana, o COWABANGA! pretende atender aos seus leitores e falar daquela que por tanto tempo embalou as tardes chuvosas de boa parte da gurizada que cresceu tendo a senhorita TV aberta como babá de meio período. Não sabem de quem estamos falando? Então aguardem. Em qualquer bat-horário, nesse mesmo bat-blog. Quem viver, verá…

A redação

Anúncios

15 Responses to Carta ao leitor

  1. Alexandre disse:

    A barra continua sendo confusa.
    E a maioria das pessoas concorda que ler textos longos na internet é horrível.
    Mas tudo bem…cadum cadum.
    Hasta la vista.

  2. Fred disse:

    Reclamar da barra ao lado sem pesquisar nada dela é o mesmo que não ler um livro porque ele é confuso e reclamar com o autor e a bibliotecária por causa do produto.

    Não interpretem o Cowabanga como um informativo, e sim como um livro.

  3. Cris disse:

    Gente, independente da linguagem, o Cowabanga é um blog. Os textos são bons, não critico a qualidade. Mas Fred, acho q não dá pra comparar um blog com um livro. Eu não leria um Harry Potter na internet em 5 dias como li em papel, por exemplo. É muito ruim ler no computador, por melhor q o livro seja. E eu vejo um blog como um instrumento de leitura rápida, pq a gente tem muita informação circulando e pouco tempo. Bom, talvez eu esteja errada.
    Sobre a barra, poxa, aceitem as críticas. Se vocês realmente não concordam q ela seja um pouco confusa, mantenham assim. Mas vocês pensaram mesmo a respeito? Repito, achei a idéia boa, as legendas estão criativas, só acho q tem informação demais, desnecessária. Ninguém ouviu o Douglas dizendo q não sabia q tinha link pros outros blogs pq simplesmente não tinha achado?
    Aceitem críticas, pessoas =P

  4. Fred disse:

    O que eu quis dizer, na real, é pra que o que a gente escreva aqui instiguem nossos leitores a se perguntarem “mas o que isso significa?” e pesquisarem mundo afora.E não pra gente ficar dando uma de babá e oferecendo tudo de mão beijada.

    Aceito críticas, mas por favor, um pouco de bom senso.

    obrigado.

  5. deborahsg disse:

    Gente, qual é a moral de ficar brigando por comentários?! Que discussão mais sem nexo…
    Este post não teve a intenção de dizer que achamos que não podemos estar errados e nem que não devemos que mudar… ele está aqui apenas para dizer que ouvimos as opiniões, mas, no entanto, vamos continuar fazendo textos longos. E também que vamos atender aos pedidos de temas.
    Claro que não é um livro, mas a proposta é trazer posts mais analíticos, ponto.
    Por que todos os blogs tem que ser iguais?
    Concordo que ler coisas muito compridas na internet pode ser chato, mas preferimos continuar nessa linha…

    Desculpem se pareceu ofensivo e que nós não damos ouvidos pra vcs. Não é isso.
    Enfim, não era pra ng ter comentado aqui, nem nós, nem vcs o.O

  6. Cris disse:

    Deh, desculpa, mas eu juro q não queria brigar com ninguém. Só falei o q eu achei quando li o post, nada pessoal =P
    Fred, calma, repito, só dei minha opinião, não fica ofendido q não foi direcionada pra ninguém, viu. Amigos? ;P

  7. Eu não me importo com os textos longos. Aliás, veja o Isma! Leu Harry potter na tela de um computador. Qual a dificuldade de ler um texto que dá pouco mais ded duas páginas?
    E eu acho o layout ótimo.

  8. Marina disse:

    Não sei não…

    Sabe Débora para mim pareceu um tanto ofensivo sim =/. É como se vocês dissessem ‘ouvimos as criticas e decidimos ignorar porque somos bons demais’. Sem ofensa, foi o que me soou. Talvez vocês devessem só ter explicado, sem ofender os seus leitores, que o propósito do blog é mesmo ter textos mais compridos. E quem estiver interessado com ceretza irá até o fim. Eu entendo isso, cada um faz o blog como quer, mas essa ‘carta ao leitor’ foi um tanto rude. Não precisava ofender quem prefere textos mais curtinhos como se fossem desmiolados e preguiçosos.

    Minha opinião como leitora, por favor, não é uma crítica pessoal a ninguém.

  9. Vanderson disse:

    Vou dar pitaco.
    Todo mundo detesta se ver criticado.
    Estamos saindo das barras de nossas mães agora.
    Por isso crianças, não acreditem no que suas mães dizem.
    Os textos de vocês não são perfeitos, nem vocês.
    Muito menos as mães de todos nós são perfeitas, porque elas ficam nos olhando apaixonadas e acham fofo tudo o que fazemos.
    Está na hora de crescer – e deixar nossos textos serem lidos por pessoas menos comprometidas que nossas mães.

  10. disse:

    Concordo plenamente com o Vander… Freud explica essa guerra de egos toda heuheu
    Enfim, peço desculpas novamente pelo tom rude. A idéia é que fosse algo descontraído, que isso fosse levado na brincadeira… Como xingar um amigo, sabe? Você não está realmente brigando com ele… enfim, acho que não deu certo.
    Bom, desculpa, galera!

  11. Paula disse:

    Ouvir uma crítica não significa necessariamente ter de concordar com ela. Essa história de “carta ao leitor” foi justamente para dizer que nós ouvimos o que o pessoal falou e decidimos continuar seguindo o mesmo modelo. Novas críticas são e serão sempre aceitas, mas nos reservamos o direito de concordar ou não. Como a Dé colocou, era para ser um negócio descontraído. Até porque esses blogs foram feitos e estão sendo comentados entre amigos, capazes de ouvir um “seus vagabundos” e entender que é apenas uma maneira de dizer. Quanto à leitura, uma das coisas mais bacanas da internet é justamente que a gente lê um monte e nem percebe. Sem contar que ler pouco ou não na tela é também uma questão de costume. E justamente se em termos de blogs não existe padrão porque deveríamos nos ater a um?

  12. Isma Cardoso disse:

    Nossa. Quando li meu nome no comentário da Nati achava que ela ia dizer algo importante, tipo “sigam o exeplo do Isma”. Mas não. Foi pra dizer que eu li (os dois últimos) Harry Potter na tela do computador.

    Eu não achei a ‘carta ao leitor’ rude.

    E adivinha quem iniciou a discórdia? O cara de Concórdia. Ironia das ironias…

  13. douglas, o analítico disse:

    Agora entendi… a barra lateral é “completamente” confusa… :p

  14. Clarice disse:

    Pouco se aprende concordando. A gente aprende e cresce mesmo é no confronto (respeitoso e leal). É minha opinião. Bem legal esta discussão.

    Qto a textos longos ou curtos, o desafio para mim é fazer alguém que desanima ao ver o tamanho dos textos ir até o fim de um post quilométrico sem se dar conta.

    Aproveitando a deixa do Harry Potter: olhem o tamanho dos livros e a voracidade com que as crianças desta geração internetiana se atiram a eles. Tem coisas bem mais curtinhas que elas não topam.

  15. Natusch disse:

    Como um dos (poucos, eu sei) defensores dos textos-tão-longos-quanto-necessário em blogs, devo dizer que estou gostando. E o layout é bem legal, acho que o estranhamento das pessoas é mais por estarem acostumadas com o Blogger do que qualquer outra coisa.

    No mais, não briguem, crianças, a vida é curta demais para perder tempo com isso, e mais 278247934 clichês úteis nesse tipo de situação 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: