So long, Serenity…

Sabe quando você fica meio triste porque terminou de ler um excelente livro? Ou de ver um grande filme? Ou de ler uma ótima HQ? Ou de assistir a um seriado espetacular? Tá, acho que já me fiz entender. Bom, é o meu caso.

As últimas páginas. Os últimos minutos. Os últimos quadrinhos. Os últimos episódios. São sempre difíceis. Você fica ansioso. Quer saber logo como as coisas irão acabar. Mas, ao mesmo tempo, não quer que acabem. Quer que aqueles momentos durem o máximo possível. E, quando tudo acaba, você se sente meio… Vazio. Fica aquele “gostinho de quero mais”. Mas não há mais.

Aquele livro que lhe acompanhou por dias, que você lia durante qualquer tempo livre que arranjasse, simplesmente deixou de ser algo novo pra você. Aquele seriado ao qual você assistia relgiosamente todas as semanas não terá mais novos episódios. Acabou. E você tem que viver com isso. É difícil, mas as coisas são assim. Quem disse que a vida é justa…?

Pois é, Firefly vai fazer bastante falta pra mim. Baita seriado. Diferente de qualquer coisa que eu já houvese visto. Um genuíno space western. Singular. Inovador. Tem vários elementos clássicos do faroeste, mas se passa no espaço sideral e em outros planetas. Conta com personagens de carisma, ótimas atuações, tramas originais, grandes cenas de ação e diálogos inteligentíssimos – muitas vezes, hilários –, além de frases de efeito de fazer inveja ao Homem Sem Nome.

Apenas 11 episódios (de 14 produzidos) foram ao ar na FOX norte-americana antes do cancelamento da série, que, em um primeiro momento, não obteve sucesso de crítica ou público. Mais tarde, no entanto, Firefly chegou ao status de fenômeno cult, tornando-se um dos boxes de DVDs mais vendidos nos EUA. Isso motivou a produção de um longa-metragem, intitulado Serenity – e de uma mini-série em quadrinhos que fazia a ponte entre seriado e filme.

Eu vinha assistindo aos episódios de Firefly há algumas semanas e, hoje, finalmente, li a HQ e vi o longa. Acabou. Agora, só resta o vazio…

Postado por Kauê

Anúncios

One Response to So long, Serenity…

  1. Paula disse:

    Passo por isso seguido (não com Firefly, obviamente), mas a minha vontade de chegar ao fim das histórias é tão grande que só li devagar e com calma os livros que reli. No momento o meu maior caso de ansiedade/saudade antecipada é o Harry. Até queria fazer como o Isma me disse uma vez que fazia pra ler ele, umas páginas por dia, pra durar mais, mas não vou conseguir…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: