It’s magic, we don’t have to explain it #5

Concluímos aqui (finalmente) a nossa série a respeito das mais polêmicas histórias da história do Homem-Aranha. Para o gran finale, como não poderia deixar de ser, falaremos da saga que inspirou esta série de posts. Com vocês…

Um Dia a Mais
One More Day

Peter Parker aliou-se à facção pró-registro e revelou sua identidade secreta ao mundo no início da Guerra Civil dos super-heróis. Entretanto, ele acabou mudando de lado e tornando-se um fugitivo da lei, junto com Mary Jane, sua esposa, e May, sua tia. Conhecendo sua identidade, o Rei do Crime manda um atirador para matar o Homem-Aranha quando ele estivesse desprevenido. E o tiro destinado a Peter acaba atingindo a Tia May, que fica às portas da morte. Eventualmente, o cabeça-de-teia dá uma surra no Rei e consegue internar May Parker em um hospital, com um nome falso – por causa do status de fugitivo de seu sobrinho.Página de Amazing Spider-Man #544

É nesse contexto que começa Um Dia a Mais. A Tia May está em um leito de hospital, mas encontra-se além de qualquer ajuda médica. Ela está morrendo e, aparentemente, não há o que se fazer a respeito. Peter culpa-se, pois o tiro que acertou a Tia era para ele, além de que nada daquilo estaria acontecendo se ele nunca tivesse cometido o erro de revelar ao mundo que era o Aranha. Assim, o herói parte em busca de alguém que possa salvar May Parker. Mas a busca revela-se infrutífera. Mesmo o mago supremo, o Dr. Estranho, é incapaz de ajudá-lo. Tudo parece perdido…

Página de Sensational Spider-Man #41Até que surge Mefisto, um dos lordes infernais do Universo Marvel, análogos ao Satã bíblico. Ele diz que pode salvar May, mas há um preço a se pagar… E, não, ele não quer a alma de Peter. Segundo o demônio, quem vende a alma para ajudar alguém, vai para o inferno e “sofre honradamente, amparado pela crença eterna de que suas ações salvaram outras pessoas”. Não, isso não teria graça. O que Mefisto quer é… O amor de Peter e Mary Jane, o casamento deles. O CASAMENTO!

O casal tem apenas Um Dia a Mais para desfrutar de suas vidas como estão. À meia-noite do dia seguinte, eles têm que decidir o que perderão: a tia ou o casamento. Chegada a hora, o Aranha ainda está em dúvida e é Mary Jane quem aceita o pacto com o Coisa-Ruim, desde que a identidade secreta de Peter seja restaurada, sua vida seja devolvida ao normal e ele tenha a chance de ser feliz. Pressionado, o cabeça-de-teia concorda com os termos. Num passe de mágica, o casamento dos dois é apagado da existência – como se nunca tivesse ocorrido –, eles estão brigados e não são mais um casal, Peter está de volta à casa da (agora saudável) Tia May, o falecido Harry Osborn está de volta de alguma maneira – embora a Marvel insista que sua “ressurreição” nada tem a ver com Mefisto –, ninguém sabe da identidade do Homem-Aranha e Peter e Mary Jane não se lembram do pacto com o Cramulhão.

Quadro de Amazing Spider-Man #545

A história é muito bem construída, muito bem conduzida por J. Michael Straczynski. Os diálogos são afiados, como de costume. Há uma atmosfera de drama quase palpável. Várias das situações são interessantes, como o confronto inicial com o Homem de Ferro – a quem Peter culpa, parcialmente, pelo ocorrido, visto que foi ele a incentivar o Aranha a revelar sua identidade –, as participações do mordomo Jarvis – que tinha, no mínimo, uma quedinha pela Tia May – e do Dr. Estranho – com uma referência muito bem bolada a uma HQ do início da fase JMS em Amazing Spider-Man –, os Peter Parkers alternativos (e frustrados), etc. Os desenhos de Joe Quesada – que, por acaso, também é o editor-chefe da Marvel – continuam bons como de costume e o comitê (de uma só pessoa) diria que sua narrativa, inclusive, evoluiu.

Entretanto, Um Dia a Mais será sempre lembrada por seu principal propósito, o de acabar com o casamento do Homem-Aranha, e pela solução absurda encontrada para alcançá-lo, um pacto com o Demônio. Aliás, esta é uma boa maneira de resumir a saga: uma solução idiota para um não-problema. Assim como com Pecados Pretéritos, a história não é ruim em si, pelo contrário, mas sua idéia central é ridícula e, para muitos fãs, um desrespeito.

Quadro de Sensational Spider-Man #41

Quesada, desde que assumiu como editor-chefe da Marvel, sempre proclamou aos quatro ventos que queria ver o fim do casamento de Peter e Mary Jane. Ele e alguns de seus editores e roteiristas achavam que o matrimônio limitava algumas boas possibilidades de histórias do herói. Finalmente, Quesada tomou uma atitude. Divórcio, é claro, nunca foi uma opção, afinal, para o chefão criativo da Marvel, isso tornaria o personagem mais velho aos olhos dos leitores (acho que já vi isso antes… Pequena May, alguém…?), além de ser um péssimo exemplo. Um pacto com o Demônio, sim, é que é um ótimo exemplo… (Bom, é verdade que Mefisto não é o próprio Satã bíblico, mas é quase como se fosse, certo?).

Arte da capa de Amazing Spider-Man #545Enfim, a reação dos fãs e da crítica em relação à saga foi quase que totalmente negativa. Muita gente chegou a propôr um boicote à nova fase do Aranha por causa de Um Dia a Mais. E o pior é que toda a situação gerou uma confusão danada na cronologia do teioso – a ponto de a Marvel divulgar um esquema tentando esclarecer algumas coisas. As histórias de Peter casado ainda valem? Diz a Marvel que sim, a única diferença é que Pete e MJ não estavam casados, apenas tendo um relacionamento – e, por motivos ainda desconhecidos, terminaram recentemente. Então, o que foi que Mefisto tomou? Apenas as alianças e a certidão? Aliás, como Mefisto foi capaz de promover uma alteração dessas na realidade? Opa! A resposta pra essa pergunta já se sabe. Como o próprio Quesada disse (e repetimos no título de nossa série): “It’s magic, we don’t have to explain it”. Ou, para os leigos na língua da Rainha: “É mágica, nós não temos que explicar”.

Essa “explicação” do editor-chefe levou, inclusive, a um atrito com Straczynski, o roteirista. Ele declarou que se trata de “uma solução malfeita. Viola todas as regras de ficção e fantasia que eu e todo escritor de sci-fi e fantasia sabemos que não pode ser violada. É elementar”. A rusga entre Quesada e Straza foi ainda maior porque o roteirista acabou entregando um script para a conclusão de Um Dia a Mais diferente do que havia sido combinado. Nele, a mudança que Mefisto faria na vida do Aranha teria sido bem anterior ao casamento, mexendo em HQs dos anos 70. Gwen Stacy nunca teria morrido e Harry Osborn e MJ teriam continuado namorando. Página final de Amazing Spider-Man #545O roteiro foi recusado e reescrito – afinal a seqüência da história já estava sendo produzida e dependia de um final específico –, o que fez com que Straczynski chegasse a pedir para ter seu nome retirado dos créditos. No fim das contas, parece que foi dos males o menor. Se JMS tivesse feito o que queria, mais de 30 anos de cronologia do Aranha seriam, de fato, invalidados, o que certamente provocaria a fúria dos fãs.

De qualquer forma, para Quesada, Um Dia a Mais foi um mal necessário. Para os fãs, não tão necessário assim. Pelo menos, a nova fase, intitulada Um Novo Dia, aparentemente, é boa e começa a ser publicada no Brasil neste mês.

Abaixo, ótimas tirinhas do SpiderFan.org relacionadas a Um Dia a Mais (clique para ampliar):

SpiderFun Strip #77

SpiderFun Strip #79

SpiderFun Strip #80

E este é, então, o fim da nossa série. Até a próxima, pessoal (se é que alguém lê isso aqui)!

Mais It’s magic, we don’t have to explain it:
– Parte 1.1: Saga do Clone
– Parte 1.2: Saga do Clone (continuação)
– Parte 2: Capítulo Final
– Parte 3: Pecados Pretéritos
– Parte 4: O Outro

Anúncios

5 Responses to It’s magic, we don’t have to explain it #5

  1. Paula disse:

    As tirinhas são muitos boas, mas me pergunto. Agora que nosso colaborador mais assíduo (cof) irá debandar, o C. sobreveviverá?

  2. Kauê disse:

    isso depende de vocês…
    mas, pra mim, o COWABANGA! é eterno
    em abril, tem mais e, até lá, devem rolar “colaborações” eventuais

  3. Andryus disse:

    Bom primeiro meus agradecimentos…
    Eu nao acompanho os quadrinhos do teioso desde da mudança de editora… e as belezas de roteiro como a NAO morte da MJ entre outros lixos…

    Procurei sobre a parte Pecados Preteritos e aqui achei o que me espantei em ler em alguns sites… algo realmente aconteceu

    Eles Cheiraram muita cola, injetaram e atestaram que todo cara que compra quadrinho é idiota…

    Infelizmente poucos roteristas merecem a grana que ganham …

    OTIMO site… nao conhecia e devorei varias materias… continue assim… e com os comentarios no meio do texto sao os melhores…

    Sobre essas sagas é melhor nem mencionar… sao tantos furos esquecimentos durepox e superbonder consertando que é impossivel nao sentir saudades da epoca classica e uniforme negro…

    Isso ai …

  4. Manoel Queiroz disse:

    Mutio bom, gostei, li tudo, foi muito esclarecedor e extremamente confortante. Explico: Parei de ler e colecionar Homem Aranha, algo que fazia desde início dos 80’s, após a conclusão da Saga do Clone. Desde então não li nem comprei mais nada. E pelo que eu li neste site, não me arrependo nem um pouco da minha decisão. Ainda sou fã do Aranha, mas o jeito é se contentar com os filmes e as revistas antigas mesmo…

  5. Fábio Di Vaia disse:

    Foi muito esclarecedor para eu ler alguns artigos aqui. Sou fã do teioso mas nunca consegui acompanhar as sagas completas, uma porque quando era mais novo até gostava do herói mas não tinha o interesse em comprar quadrinhos, outro, porque não tinha dinheiro. Tenho lido o que consigo sobre o Spider, e há alguns meses quando vi sobre o que haviam feito com a Gwen no Pecadors Pretéritos fiquei meio confuso, sem entender direito os vai e vens 9sem trocadilhos) do Duende Verde e etc. Sabia das várias cagadas na história do teioso, mas hoje falo com um pouco mais de conhecimento de causa quais “devem ser simplesmente ignorados” pelos fãs. O que Quesada fez foi só um dos terríveis erros nas histórias do Aranha.
    Muito bom o site.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: